Como Usar As Mídias sociais A favor Da Minha Loja?

23 Apr 2019 21:36
Tags

Back to list of posts

<h1> A Revolu&ccedil;&atilde;o No Turismo No Brasil, Come&ccedil;ou Pela Internet Marketing Nas Redes Sociais Importa Tal Pra Sua Organiza&ccedil;&atilde;o?</h1>

<p>Rio - A Perdig&atilde;o prontamente prepara a volta &agrave;s g&ocirc;ndolas de alguns dos seus principais produtos, como a lingui&ccedil;a calabresa, a come&ccedil;ar por julho. A nova campanha de marketing, estrelada pelo casal Ang&eacute;lica e Luciano Huck, &eacute; o primeiro passo para retomar a lideran&ccedil;a em outras categorias e tentar frear o avan&ccedil;o da sua principal concorrente: a Seara, da JBS.</p>

<p>“Viramos o ano com nova campanha e novo lugar da marca, que traz a fam&iacute;lia para o centro. Al&eacute;m dos v&iacute;deos pra Televis&atilde;o, temos o patroc&iacute;nio ao Big Brother Brasil. Planejamento De Tema Para Redes sociais , estamos preparando a marca para que, em julho, no momento em que voltarem os produtos, ela imediatamente esteja de novo pela cabe&ccedil;a do p&uacute;blico”, explica diretor de marketing da BRF e causador da marca Perdig&atilde;o, F&aacute;bio Miranda.</p>

<p>“Em um segundo instante, os produtos passar&atilde;o a ser o quest&atilde;o, segundo o ritmo de volta ao mercado”, completa ele. As a&ccedil;&otilde;es ir&atilde;o incluir ainda an&uacute;ncios em m&iacute;dia impressa, a partir de fevereiro, e um robusto servi&ccedil;o nas m&iacute;dias digitais — blog e redes sociais. “O desafio &eacute; restabelecer a presen&ccedil;a no mercado, por causa de o varejo &eacute; muito pulverizado no Brasil. &Eacute; interessante voltarmos a estar presentes nos pontos de venda, que t&ecirc;m espa&ccedil;o limitado. A hist&oacute;ria pesa a favor. Em v&aacute;rias categorias que &eacute;ramos l&iacute;deres, como a lingui&ccedil;a calabresa, o mercado est&aacute; angustiado pela volta da Perdig&atilde;o”, alega o executivo da BRF.</p>

<p>Produtos como lingui&ccedil;a calabresa, presunto, apresuntado e temperados su&iacute;nos (incluindo produtos especiais pro Natal) voltam &agrave;s g&ocirc;ndolas em 2015. Em 2016, ser&aacute; a vez dos salames. E a come&ccedil;ar por 2017, os compradores de imediato encontrar&atilde;o lasanhas, pizzas congeladas, quibes, alm&ocirc;ndegas e frios saud&aacute;veis com a marca Perdig&atilde;o. H&aacute; quase quatro anos, pra atingir o aval do Conselho de Defesa Econ&ocirc;mica (Cade), em uma das maiores fus&otilde;es do na&ccedil;&atilde;o, j&aacute; que reuniria as marcas Perdig&atilde;o e Sadia, a BRF teve que retirar do mercado produtos de umas categorias respeit&aacute;veis.</p>

<p>Pela &eacute;poca, as duas marcas chegavam a concentrar 70% do mercado de alguns segmentos. Ashton Kutcher, O Murdoch 2.0 , at&eacute; em vista disso bra&ccedil;o de varejo da Marfrig, n&atilde;o passava dos 7%. Tamb&eacute;m, algumas submarcas que pertenciam &agrave; Perdig&atilde;o, como Texas Burger e Fiesta, assim como foram para as m&atilde;os da JBS. “Nos &uacute;ltimos tempos a disputa por marca ficou mais acirrada e vai requisitar mais articula&ccedil;&atilde;o pra BRF concorrer com a JBS, que ficou um competidor com um progresso incessante.</p>

<p>Antes a Seara corria atr&aacute;s da Perdig&atilde;o, sem demora &eacute; a JBS que incomoda a BRF”, ressalta o analista da Conc&oacute;rdia, Danilo De Julio. Apesar de ter o hist&oacute;rico a seu favor, n&atilde;o ser&aacute; acess&iacute;vel pra BRF retomar alguns mercados. De l&aacute; pra c&aacute;, a Seara viu seu market share subir para quase 20% em algumas categorias, como a de congelados. Procurada, a JBS Foods respondeu que est&aacute; em tempo de sil&ecirc;ncio por conta de seu IPO (sigla em ingl&ecirc;s pra oferta p&uacute;blica de a&ccedil;&otilde;es).</p>

<p>“O instante &eacute; peculiar, j&aacute; que al&eacute;m da perda de mercado, a Perdig&atilde;o precisar&aacute; confrontar a Seara e ainda o crescimento da amargura com alimenta&ccedil;&atilde;o com sa&uacute;de. Focar no consumo em fam&iacute;lia me parece uma boa estrat&eacute;gia”, defende coordenadora do curso de Publicidade da Universidade Veiga de Almeida do Campus Downtown, Margaret Carino.</p>

<p>“A Perdig&atilde;o estava h&aacute; um tempo fora da m&iacute;dia. Est&aacute;vamos investigando Sadia e deixando Perdig&atilde;o de lado, o que gerou risco. A rota &eacute; aprensentar que a marca tem diferenciais. Por mais que ela esteja presente pela mente do comprador, est&aacute; provado que &eacute; preciso refor&ccedil;ar”, concorda Ant&ocirc;nio Carlos Morim, professor de Gest&atilde;o de Marcas da ESPM Rio. A sobreposi&ccedil;&atilde;o de produtos Sadia e Perdig&atilde;o em alguma categorias n&atilde;o preocupa.</p>

socialmedia-addiction.jpg

<ul>
<li>Saia do Territ&oacute;rio</li>
<li>“Porque eu acho que mere&ccedil;o.”</li>
<li>1 Definir os objetivos</li>
<li>Banco de imagens e direitos autorais</li>
<li>70% ↑ CASTRO, D. Agenda-setting conquistam novos compradores de um a outro lado das m&iacute;dias sociais</li>
</ul>

<p>A ideia, diz F&aacute;bio Miranda, &eacute; fortificar a liberdade do portf&oacute;lio das duas marcas, para conservar a pot&ecirc;ncia que ambas neste instante tinham separadamente. “A BRF est&aacute; investindo nas duas marcas, o que mostra a credibilidade de cada uma. Certas categorias t&ecirc;m presen&ccedil;a em t&atilde;o alto grau de Perdig&atilde;o como Sadia, no entanto com formula&ccedil;&otilde;es e temperos diferentes, pra que o cliente tenha diferencia&ccedil;&atilde;o. Ademais, h&aacute; distin&ccedil;&atilde;o nos pre&ccedil;os, por causa de Perdig&atilde;o tem um valor m&eacute;dio e Sadia um pouco acima”, finaliza ele.</p>

<p>Uma das melhores maneiras de produzir um assunto not&aacute;vel &eacute; faz&ecirc;-lo pro p&uacute;blico certo. E pra nunca errar mais errar por esse quesito voc&ecirc; tem que saber qual nicho de mercado quer atuar e qual local deseja ocupar na mente do seu leitor. Portanto, elas v&atilde;o divulgar teu tema ou teu blog da forma mais usual e mais efetiva que o marketing podes ter: o boca-a-boca.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License